Bom caminho?

O homem primitivo sabia que as coisas iam bem se conseguísse manter a vida das plantas de que se alimentava, se conseguísse vencer a doença, se conseguísse uma boa casa e se os filhos nascessem saudáveis e houvesse comida para os alimentar, se descobrisse a forma de prevenir os acidentes, a forma de melhorar as sementeiras, de viver melhor.

O homem moderno, apesar de contar com uma tecnologia avançada e com avanços científicos no campo da medicina, da agricultura e da pecuária, sente-se cada vez mais confuso e inseguro. Já não sabe se está bem se está mal. Pensa que está bem quando ganha mais dinheiro que os outros.

O homem primitivo bastava-lhe ver um campo verde, a florescer, para saber que estava no bom caminho. O homem moderno, fechado no seu escritório de betão, sem ver a luz do sol, sem se informar do estado do campo, acha que está bem porque as suas acções da Bolsa subiram e tem dinheiro para comer, vestir, viajar e pagar as suas sessões com o psicólogo, pois de outra forma ninguém o ouviria/compreenderia.

O homem perdeu o sentido da vida e encontra-se mais só do que nunca.

~ por Fran em Junho 25, 2008.

2 Respostas to “Bom caminho?”

  1. Sim, é mesmo um bocado parvo. Especialmente quando às vezes os privilegiados que vivem em países desenvolvidos, no conforto do lar com aquecimento central e a ver televisão no seu écran plasma, ao se dignarem a passar os olhos por um documentário sobre tribos da américa do sul, reviram os olhos e pensam: “coitados”.

    Porque a verdade é que pode não haver metade da tecnologia, hospitais, comida garantida, ou bens de consumo de qualquer tipo, mas há outras coisas.

    Não há impostos, por exemplo. Não há líderes corruptos, ou pessoal invejoso de qualquer tipo. Vales aquilo que és, e a colectividade é mais importante que tu.

    Não são uns egoístas mimados como nós.

    Além disso, são mais felizes, nas suas vidas pacatas e modestas.

    A verdade é que nós, exactamente por termos tudo, achamos sempre que falta qualquer coisa.

    E pronto.

  2. “exactamente por termos tudo, achamos sempre que falta qualquer coisa”

    ora aí tens uma grande verdade, triste verdade…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: