Efeitos do ambiente

Os extremos de temperatura ambiente, tanto o frio como o calor excessivos, podem provocar lesões em diversos tecidos do corpo. Se a exposição for prolongada pode sobrevir a morte.

As reacções químicas desenvolvidas no nosso corpo atingem a sua eficácia máxima numa faixa estreita de temperatura, aproximadamente 37,5ºC – temperatura central. Para manter uma temperatura constante, o corpo precisa de reter o seu calor quando a temperatura ambiente é baixa e de perder calor quando o ambiente se torna quente.

O calor do corpo está sob regulação de um centro termoregulador situado na base do cérebro que ajusta automaticamente os mecanismos que mantêm o equilíbrio entre a perda e ganho de calor. O calor é perdido por irradiação à medida que as pequenas artérias e capilares se dilatam, aumentando a circulação e divergindo o calor dos órgãos vitais. O calor também se perde pelo efeito refrescante do suor e vapor expirado pelos pulmões. Inversamente, ele é retido pela paragem destes processos. Quando está calor, a pele está vermelha e húmida. No frio, está pálida e seca. Além disso,  a frequência ventilatória é mais rápida nos ambientes quentes do que nos frios

EFEITOS DO AMBIENTE QUENTE

Durante exercícios físicos violentos liberta-se calor da actividade muscular, que é distribuído por todas as partes do corpo através do sangue, provocando uma subida de temperatura corporal.

Os capilares da pele dilatam-se para que a maior quantidade de sangue possa ser trazida à superfície, perdendo calor. Este aporte de sangue à periferia faz com que a pessoa fique vermelha e afogueada.

As glândulas sudoríparas segregam mais suor que se evapora e arrefece o corpo.

A frequência ventilatória aumenta e é libertada pelos pulmões uma maior quantidade de calor. A permanência da pessoa em ambiente quente pode provocar duas situações:

Golpe de calor que afecta normalmente as pessoas que fazem exercícios físicos em ambientes quentes e húmidos, especialmente se não repõem o fluido e sais perdidos através da transpiração.

Insolação que pode ocorrer durante uma exposição prolongada ao calor seco. A temperatura do corpo pode subir até 43ºC devido à impossibilidade de transpirar, ocorrendo, por vezes, inconsciência.

» GOLPE DE CALOR

É uma situação causada pela perda de sais e água do corpo. É mais comum em pessoas que permanecem, por um período prolongado, num ambiente quente e húmido, embora se possa seguir uma doença debilitante. Esta situação pode ser agravada por distúrbios gástricos associados a diarreia e vómitos. Qualquer vítima de golpe de calor deve receber cuidados médicos.

Sinais e Sintomas

  • Palidez (pele pálida e húmida)
  • Arrefecimento corporal (provocado pela perda de líquidos)
  • Suores frios e viscosos
  • Dilatação pupilar
  • Dores de cabeça, cansaço, tonturas e náuseas
  • Cãibras (devido à desidratação)
  • Ventilação rápida e superficial
  • Pulsação rápida e fraca
  • Apatia
  • Pode surgir inconsciência

Primeiro Socorro

  • Levar a vítima para um local fresco e arejado
  • Aplicar o 1º socorro geral para uma situação de choque
  • Colocar a vítima de acordo com o seu grau de consciência
  • Promover o transporte ao hospital

» INSOLAÇÃO

É uma situação causada pela exposição prolongada a uma temperatura ambiente muito elevada, ambiente quente e seco, independentemente da idade. Quando o organismo se torna incapaz de controlar a temperatura através da transpiração ocorre, muitas vezes e de forma repentina, a insolação. Certas doenças infecciosas com febre alta (ex.: malária) podem simular a insolação. Qualquer vítima de insolação deve receber cuidados médicos.

Sinais e Sintomas

  • Congestionamento (pele vermelha)
  • Aumento da temperatura corporal
  • Pele seca
  • Contracção pupilar
  • Agitação (que pode evoluir à inconsciência)
  • Dores de cabeça
  • Náuseas ou vómitos
  • Pulso forte e irregular
  • Ventilação rápida e profunda
  • A inconsciência pode sobrevir rapidamente

Primeiro Socorro

  • Levar a vítima para um local fresco e arejado
  • Arrefecer gradualmente todo o corpo, dando maior atenção à região da cabeça
  • Envolver a vítima num lençol húmido (toalha de praia húmida)
  • Prevenir o choque
  • Vigiar as funções vitais
  • Colocar a vítima de acordo com o seu grau de consciência
  • Promover o transporte ao hospital

EFEITOS DO AMBIENTE FRIO

A temperatura corporal tende a cair quando a temperatura ambiente desce abaixo de um ponto crítico – isto varia de acordo com a preparação. climatização e reacção individual. As quedas mais rápidas aparecem nas perdas por condução (ex.: imersão em água fria).

O corpo reage ao frio contraindo os pequenos vasos sanguíneos da pele para reduzir a circulação à superfície e conservar o calor na região central do corpo, protegendo assim os órgãos vitais.

As lesões pelo frio podem ser generalizadas ou localizadas, dando lugar, respectivamente, a situações de geladura e hipotermia.

» GELADURA

É um situação em que os tecidos são localmente lesados por exposição de partes do corpo, as extremidades, a temperaturas ambientes reduzidas (ex.: neve, gelo ou imersão em água fria). A lesão é provocada pela contracção dos vasos sanguíneos superficiais, como reacção a uma temperatura fria prolongada, situação que implica o aparecimento de edema (inchaço) dos tecidos e de trombos no interior dos vasos que diminuem ainda mais a perfusão local.

Sinais e Sintomas

  • Dor local
  • As áreas afectadas tornam-se pálidas, depois brancas como cera, cianosadas (arroxeadas), à medida que a falha de irrigação aumenta
  • Podem ocorrer bolhas
  • Diminuição dos movimentos locais
  • A vítima refere “picadas” e dores intensas mas a região torna-se gradualmente dormente e a dor desaparece à medida que a lesão progride
  • Existe rigidez e insensibilidade térmica (a vítima não sabe se está frio ou quente)

Primeiro Socorro

  • Levar a vítima para um local aquecido
  • Retirar a roupa e calçado molhados ou húmidos, cortando se necessário
  • Aquecer a zona afectada gradualmente, de forma indirecta, para evitar uma maior destruição dos tecidos
  • Prevenir o choque
  • Promover o transporte ao hospital

» HIPOTERMIA

Esta situação surge quando a temperatura do corpo baixa a valores inferiores a 35ºC. Normalmente, a hipotermia moderada pode ser invertida, conseguindo-se uma recuperação completa. No entanto, se a temperatura do corpo baixar para menos de 26ºC, é extremamente difícil a recuperação.

A hipotermia ocorre quando a temperatura ambiente é muito baixa, nas encostas das montanhas ou nos baldios, especialmente se o frio é acompanhado por chuva, humidade ou neve, ou por imersão em mares, lagos ou rios. A falta de preparação física, a fadiga, a fome e a desidratação aumentam o risco de hipotermia.

Sinais e Sintomas

  • A pele da vítima está fria, pálida e seca
  • A temperatura corporal está baixa – 35ºC ou menos (é necessário um termómetro especial para avaliar a temperatura de uma vítima hipotérmica)
  • Diminuição da lucidez e alterações do comportamento (desorientação pode levar à inconsciência)
  • O pulso e a ventilação estão abaixo do normal
  • À medida que a vítima vai perdendo a consciência, as funções vitais tornam-se cada vez mais difíceis de detectar, levando mesmo a uma paragem cárdio-respiratória [iniciar de imediato manobras de RCP (Respiração Cárdio-Pulmonar)]

Primeiro Socorro

  • Levar a vítima para um local aquecido
  • Retirar vestuário molhado ou húmido
  • Colocar botijas de água quente, protegidas, nas axilas e virilhas, para manutenção da temperatura central. A sua colocação nas extremidades é contra-indicada porque o aumento da circulação periférica ajuda a diminuir ainda mais a temperatura central
  • Agasalhar com cobertor
  • Colocar a vítima de acordo com o seu grau de consciência
  • Vigiar as funções vitais
  • Promover o transporte ao hospital

~ por Fran em Novembro 8, 2008.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: